fbpx
Sahifa fully responsive WordPress News, Magazine, Newspaper, and blog ThemeForest one of the most versatile website themes in the world.

O que é o glaucoma?

O glaucoma é considerado um grupo de doenças que compartilham uma neuropatia óptica característica (afinamento de rima neural com aumento da relação escavação / disco) associada a alterações de campo visual. Portanto, é uma doença que afeta as células nervosas da retina ocasionando alterações na condução do estímulo visual pelo nervo óptico podendo levar à cegueira.

Quais os fatores de risco?

Os principais fatores que aumentam o risco de se desenvolver a doença são:

  • pressão ocular alta;
  • idade avançada;
  • história familiar positiva;
  • raça negra;
  • alta miopia;
  • espessura corneana fina.

A doença tem cura?

Infelizmente, ainda não temos a cura do glaucoma mas o mesmo pode ser controlado através de colírios, laser e cirurgia.

Existem outras opções ao invés do colírio?

Sim. Tratamento a laser e cirúrgico.

O OCT é realmente necessário para meu acompanhamento?

A tomografia do nervo óptico é de extrema importância nos casos duvidosos e naqueles pacientes com a doença (exceto nos estágios finais onde a sua realização traz pouca ajuda). É um método mais objetivo e preciso (quando comparado à retinografia) para se acompanhar os pacientes não sendo um exame para diagnóstico mas sim para acompanhamento.


Posso ficar cego se não usar o colírio regularmente?

Claro. O grande desafio no tratamento do glaucoma é convencer o paciente a pingar diariamente o colírio pois ele nao irá observar melhora na visão. Pelo contrário, o uso crônico de colírio anti-glaucomatoso pode causar desconforto, vermelhidão, ardência,etc…desestimulando o portador a fazer o uso diário. O uso irregular pode trazer picos de aumento da PIO acelerando a lesão das fibras nervosas que formam o nervo óptico e ocasionado em perda progressiva da visão.

Existe mais de um tipo de cirurgia para o glaucoma? a visão melhora com o procedimento?

Sim. Existem várias opções cirúrgicas para tratar a doença. O objetivo do tratamento cirúrgico no glaucoma é reduzir a pressão ocular. Alguns pacientes relatam melhora parcial da visão mas a tendência é que ela permaneça semelhante aos valores encontrados antes do procedimento cirúrgico.

Quais são os sintomas do glaucoma?

Os sintomas do glaucoma variam de acordo com o tipo de glaucoma.

Os tipos de glaucoma são:

  • Glaucoma de ângulo aberto: é o tipo mais comum de glaucoma, e tende a ser hereditário, a maioria dos portadores dessa doença não apresentam sintomas até o início da perda da visão. Nesse tipo de glaucoma a pressão ocular desenvolve-se lenta e silenciosamente, e aos poucos vai prejudicando e danificando a visão.
  • Glaucoma de ângulo fechado: é bem diferente do que ocorre com o glaucoma aberto, casos de glaucoma fechado são emergenciais, ocorre quando a saída do humor aquoso é rapidamente bloqueada. Isso causa um aumento rápido, doloroso e grave na pressão dentro dos olhos. Os sintomas são:

– Náusea e vômito
– Visão embaçada
– Diminuição da visão
– Olhos vermelhos
– Olhos inchados

  • Glaucoma congênito:  Como o próprio nome diz, esse tipo de glaucoma é o tipo em que a criança já nasce com a doença, a mesma adquire a doença durante a gravidez, é considerado raro e quando descoberto tem que ser tratado imediatamente. Os sintomas costumam ser notados quando a criança tem alguns meses de vida, sendo estes:

– Olhos vermelhos
– Aumento de um olho ou de ambos
–  sensibilidade à luz
– Lacrimação

  • Glaucoma secundário: o glaucoma secundário é causado principalmente pelo uso de medicamentos, como corticoides, pelos traumas e por outras doenças oculares e sistêmicas.

 

Responsive ThemeForest Wordpress Theme Avada bigtheme.net/wordpress/themeforest/323-avada BIGtheme.net